Avioneta que caiu em Maputo não tinha

O Comandante da Força Aérea de Moçambique (FAM), General Cândido Tirano, disse à imprensa que a avioneta de instrução do tipo festival pertencente à Escola Prática de Aviação e que se despenhou na última terça-feira (11) em Maputo, tendo tirado a vida a dois militares e destruindo uma residência no bairro Aeroporto B, pela sua natureza não tinha caixa negra, mas indicou que será feito um trabalho para se reunir todos os elementos.

Dados preliminares avançados pelo Comandante da FAM apontam a perda de potência da avioneta como a possível causa do incidente.

De acordo com o General Cândido Tirano, foi criada uma comissão de inquérito para apurar as reais causas que originaram a perda de potência na aeronave que tirou a vida aos dois militares e deixou uma família sem tecto.

Aliás, nesta quarta-feira, a família de Luís Cuambe revelou à imprensa que estava a passar por momentos difíceis após a perda da residência e dos seus bens materiais.

De referir que testemunhas oculares revelaram que, minutos antes da queda, a avioneta já seguia sem equilíbrio e a verter combustível até que caiu na residência, tendo de imediato desabado uma parede da casa sobre a avioneta, que já estava a pegar fogo.

Na ocasião, um dos ocupantes lutava pela vida, mas devido ao combustível altamente inflamável acabou por perder a vida devido ao fogo intenso que se verificava no local.

Lembre-se que o Serviço Nacional de Salvação Pública (SENSAP) apontou como uma das causas preliminares da queda o contacto com cabos eléctricos existentes nas imediações do acidente.

VEJA TAMBÉM: Queda da avioneta pode ter sido causada por perda de potência

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here