HCB incrementa produção de energia

A HIDROELÉCTRICA de Cahora Bassa (HCB) registou uma produção global de 14.990 GWh, correspondente a 6,12 por cento acima da produção planeada para o ano de 2021.

A disponibilidade de recursos hídricos, equipamentos de geração e transportes são apontados como factores que contribuíram para a produção hidroenergética global que representa cerca de dois por cento negativos se comparada com a de 2020.

Referindo-se à disponibilidade de recursos hídricos, a HCB reporta que a 31 de Dezembro de 2021 a cota da albufeira situava-se em 320,01 metros acima do nível médio das águas do mar, o que corresponde a um volume útil armazenado de 72 por cento.

À data, a barragem de Cahora Bassa tinha uma capacidade de encaixe criada de pouco mais de 14,6 mil milhões de metros cúbicos em relação ao nível de pleno armazenamento.

Em comunicado tornado público esta semana, a empresa de produção e transporte de energia refere, igualmente, que, durante o ano económico de 2021, as acções da HCB na Bolsa de Valores de Moçambique (BVM) tiveram um desempenho relativamente satisfatório, tendo fechado o ano com uma cotação de 3,00 meticais por acção, fruto da confiança do mercado em relação a este produto financeiro.

“Os indicadores técnicos e financeiros de 2021 permitem-nos aferir que a HCB continua a ser uma empresa financeiramente robusta, capaz de autofinanciar-se e honrar os seus compromissos com o Estado, accionistas, parceiros e fornecedores. Cahora Bassa continua tecnicamente um empreendimento resiliente.

O nosso compromisso é manter a HCB como activo extremamente lucrativo para os seus accionistas e com capacidade de prover energia de qualidade aos nossos clientes”, considera Boavida Muhambe, PCA da HCB.

Para o ano de 2022, a empresa tem planificada a meta anual de produção de 14.228 GWh. A definição desta meta teve em conta as paragens programadas para a manutenção e os projectos de reabilitação do parque electroprodutor que têm impactos na disponibilidade dos equipamentos de geração, conversão e transporte de energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here